Você sabia que o movimento reformista latino-americano tem sua primeira representante entre os membros da ACC?

Eduardo Galeano (1989), escritor uruguaio, descreve em suas histórias “um mar de faíscas”. Se olharmos desde as alturas, podemos observar como cada ser humano brilha com uma luz própria e como cuida do seu fogo de uma maneira particular. Alguns brilham de forma discreta e delicada, outros vibram de forma divertida acompanhando o movimento do ar, deixando fagulhas de luz e calor. 

Inspirada nessas imagens de luz em minha mente, há um ano, decidi alimentar o fogo. 

A American Conference of Cantors (ACC), é a instituição que oficialmente reúne e representa os chazanim do movimento reformista norte-americano. Nunca antes na história da ACC uma petição para a convalidação de um diploma tinha sido apresentada por um candidato latino-americano. Após passar por várias comissões extraordinárias e depois de ter sido revisada toda a documentação exigida, fui autorizada a fazer a prova, que ocorreu em New Rachel (NY, EUA) no dia 3/2/2020. 

O teste durou todo o dia e consistiu em uma parte oral e outra escrita – sem dúvida, um dos momentos mais desafiadores da minha vida!

Um mês depois, recebi a notícia de que tinha sido aceita como Membro Oficial. Além de ser a segunda mulher chazanit reconhecida em toda a América Latina pelo Latin American Rabbinical Seminary (2009), fui também a primeira a ser registrada na ACC. O esforço imenso para me preparar para este propósito me enche agora de orgulho e, ao mesmo tempo, de responsabilidade.

Hoje eu trabalho como chazanit na Associação Religiosa Israelita (ARI), no Rio de Janeiro, Brasil. Minha intenção é contagiar com meu exemplo, uma nova geração de pequenas centelhas. E que todos juntos, possamos trazer mais melodia e harmonia a este mundo.

Inés Kapustiansky formou-se como chazanit em 2009 no Seminário Rabínico Latino-Americano e estudou Canto Lírico de Câmara no Conservatório Municipal M. de Falla. Desde os 17 anos de idade, ela se dedica a ensinar e tocar música na comunidade. Além disso, ela se graduou em Orientação Familiar pela Universidad Austral. 

Ela tem realizado concertos em diferentes países e durante sete anos ela liderou os serviços das Altas Festas em comunidades reformistas nos Estados Unidos. Na Argentina, ela trabalhou como diretora educacional da comunidade Dor Jadash até o ano passado. 

Atualmente, ela trabalha como chazanit na Associação Religiosa Israelita, Rio de Janeiro, Brasil.