Por que se filiar ao Arzenu hoje?

Na sua origem, o sionismo recebeu contribuições de indivíduos que o pensaram do ponto de vista político, histórico, cultural, religioso, entre outros. O desafio hoje é o que fazer como o sionismo quando o Estado de Israel já completou 70 anos de fundação. Tal Becker reflete sobre um “sionismo aspiracional”, que não se contenta com a fundação do Estado, e busca constantemente novos objetivos.

Um dos desafios que temos atualmente é identificar a forma de continuar contribuindo com a construção de um Estado judeu e democrático, sendo judeus sionistas na diáspora.

ARZENU é a Federação Internacional do Sionismo Reformista e Progressista, presente no Brasil, na Argentina e outros países, levando responsável por levar a mensagem da Diáspora Reformista ao Congresso Sionista Mundial (CSM) e difundindo o sionismo nas regiões. No CSM, a cada 4 anos, são aprovadas resoluções e prioridades para o judaísmo global, com impactos em Israel e na Diáspora. O CSM é um parlamento democrático e, como tal, coalizões de diferentes espectros formam-se por afinidade de ideais. Os blocos majoritários aprovam mais resoluções, e as organizações ganham apoio e subsídio para projetos na proporção de suas representatividades.

O próximo CSM será em 2020 e, nele, o Judaísmo Reformista não tem outra opção, senão a de chegar fortalecido. Portanto, se você é judeu, maior de 18 anos e se importa com o presente e com o futuro do Movimento Reformista em Israel e no mundo, acredita na liberdade religiosa e no direito dos rabinos e rabinas reformistas conduzirem casamentos, divórcios, enterros e conversões, acredita que homens, mulheres e LGBTQs devem ter os mesmos direitos, filie-se ao ARZENU no Brasil ou na Argentina (demora 3 minutos para se cadastrar e é gratuito). Esta é uma forma de diretamente influenciar e impactar o futuro do Movimento Reformista em Israel e das comunidades judaicas da Diáspora.

Como escreveu o poeta Delmore Shwartz, “com os sonhos, começam as responsabilidades”. Faça a diferença!

Filie-se ao ARZENU no Brasil ou na Argentina